Plataforma Tejo

Mais do que um novo projecto entre Alcântara e Santos, Plataforma Tejo é um conceito. Propõe uma nova morfologia urbana passível de ser aplicada a outras cidades portuárias.

Mais do que um novo projecto entre Alcântara e Santos, Plataforma Tejo é um conceito. Inovador, propõe uma morfologia urbana passível de ser aplicada a qualquer cidade portuária que queira retomar a ligação com o rio e/ ou mar. Ultrapassa, a baixo custo, as barreiras de circulação existentes – viárias ou ferroviárias – sem as afectar, e cria um espaço público contemporâneo com diferentes possibilidades de aproveitamento – palco de grandes eventos ou jardim suspenso em plena zona industrial. Não se trata de urbanizar os terrenos portuários, mas sim de potenciar as oportunidades daquela zona, melhorando as condições urbanas e suprimindo as carências da cidade antiga e dos seus equipamentos. Plataforma Tejo propõe uma reconfiguração sustentada deste território através da construção de um aterro, uma passagem aérea acrescentada à cidade e que, entre muitas outras valências, viabiliza o acesso ao maior museu português (Museu Nacional de Arte Antiga), criando, em simultâneo, um espaço nobre de recepção ao terminal de Cruzeiros de Turismo da Rocha de Conde de Óbidos.

O projecto Plataforma Tejo será uma obra pública emblemática que permite projectar Lisboa no cenário internacional.

Visualizar SITE